É muito comum ao ver vídeos no YouTube a dúvida sobre que equipamento para gravação de vídeos foi usado para montar aquele conteúdo. Vou te apresentar o meu. Vem conhecer!

Temos a impressão que o resultado final do vídeo é como uma fórmula mágica que ao juntar os ingredientes/equipamento certo, o resultado não terá erro. Isso por si só já é um erro. O resultado de um vídeo que você assiste em diversos canais é resultado de todo um conjunto de fatores e equipamento de gravação é apenas um deles. 

Mas como a dúvida sobre equipamento ainda existe e é, de fato, válida já que você pode tomar como referência, hoje eu decidi escrever sobre o meu equipamento para gravação dos vídeos já com valores atualizados em 2018.

Não se assuste! Antes de iniciar é importante dizer que o canal do blog foi fruto de um projeto escrito há mais tempo. Então não é necessário que para iniciar você possua todos os itens que vou citar aqui. O intuito desse post é exibir o que utilizo, porém existem alternativas ainda mais baratas para quem está começando.

1 Câmera: Canon EOS Rebel T6.

Quanto paguei: R$ 1550,00

Canon EOS Rebel T6. Fonte: Canon.

A começar pela câmera. O equipamento tido por muitos como o principal para a boa gravação de vídeos pode acabar sendo um sério desperdício de dinheiro caso você não saiba como manuseá-la.

A Canon T6 permite ajustes durante a gravação de videos e tem uma ótima resolução de imagem, filmando em Full HD. Se você procurar pelo modelo em reviews vai perceber que ele não é o ideal para gravação de vídeos e é mais indicado a quem quer iniciar no ramo da fotografia.

A linha T6i é mais indicada para filmagem pois possui a tela retrátil, mais opções de gravação e suporte a microfone externo, coisas que a T6 não faz. Eu consigo me virar muito bem com a T6 para gravação de vídeos, mas talvez ela não seja a melhor opção para todo mundo. A minha escolha pela T6 se deu pelo custo benefício já que os modelos da linha “i” são mais caros.

Vale ressaltar que não investi em uma lente nova. Utilizo a lente da própria câmera (18-55mm) que é bem básica e, em algumas situações, escura, necessitando de uma boa iluminação para produzir bons vídeos.

2 Microfone: Boya BY-M1.

Quanto paguei: R$ 99,00.

Tão importante quanto a imagem, o som do vídeo pode arruinar a sua experiência em frente a tela. Um vídeo sem som de qualidade prejudica a compreensão e transparece mal feito. É importante um som nítido, alto, de qualidade.

A minha opção para gravação é o microfone Boya BY-M1. A meu ver, o melhor microfone lapela por menos de R$ 100,00 que você pode encontrar. A gravação é incrivelmente limpa e ele conta com a vantagem de ser usado no celular, com um cabo enorme e sem bateria, ou direto na câmera com a bateria inclusa.

3 Tripé: Z-hang SL3600.

Quanto paguei: R$ 120,00

Tripé Z-hang SL3600. Fonte: Mercado Livre.

Esse modelo além de ter uma boa altura (1,80m) é fabricado em um ótimo material de construção, firme e suporta bastante peso até. É uma marca chinesa e o famoso xing ling mas me serve muito bem.

O tripé é importante para estabilização da câmera, dar segurança e além de que você talvez não consiga deixar a sua câmera na altura ideal para gravação utilizando outros meios.

4 Iluminação: Sombrinhas difusoras (kit com tripé, soquete duplo e sombrinha).

Quanto paguei: R$ 125,00 por kit. Utilizo dois kits.

Utilizo dois kits de sombinhas com tripés e soquetes duplos. Fonte: Mercado Livre

Comprei dois kits de sombrinhas cada um contendo tripé, soquetes duplos e as sombrinhas por R$ 125,00 cada. Esse talvez tenha sido uma das melhores aquisições que já fiz por conta do preço. Um kit como esse costuma custar muito mais mesmo no Mercado Livre.

As sombrinhas difusoras promovem uma iluminação mais soft e iluminam todo o ambiente. Além de ficar mais bonito nos vídeos elas ainda me ajudam quando preciso fazer autorretratos. A iluminação fica uniforme e sem sombras com o uso das duas.

Eu preferi investir em um kit de sombrinhas com soquete duplo para que eu pudesse instalar 2 lâmpadas em cada e ter opção de trabalhar com mais ou menos luz conforme quisesse.

Mas as sombrinhas não funcionam sozinhas. É preciso que você compre…

5 Lâmpadas: Fluorescentes 45W 5500k.

Quanto paguei: R$ 30,00 para cada lâmpada de 45w. Utilizo quatro.

Lâmpadas 45W com temperatura de 5500k. Fonte: Mercado Livre.

Vai depender muito do ambiente em que seus vídeos serão gravados. O meu quarto, onde gravo os vídeos, já possui uma janela, porém a iluminação na câmera não é das melhores pois a lente é escura. Então junto das sombrinhas comprei 4 lâmpadas de 45w cada. Assim cada sombrinha fica com potência de 90w. Aqui foi suficiente para produzir vídeos bem iluminados em qualquer horário do dia ou da noite.

Procurando na internet provavelmente você verá a indicação de lâmpadas 150w. Elas também são uma ótima opção, porém custam mais caros e no meu caso não teria a opção de usar uma iluminação mais fraco quando precisasse.

Uma dica muito importante é que você observe a temperatura da lâmpada. Não compre a primeira lâmpada que ver no supermercado sem antes observar se ela tem a temperatura entre 5000k e 5500k. Essa medida (k = kelvin) é a medida de temperatura da lâmpada e entre esses valores ela fica mais clara e próxima da iluminação natural.


Isso é tudo o que utilizo! É claro que você não precisa ter isso tudo para iniciar seu canal no YouTube. Como falei o projeto do blog no YouTube já estava no papel há mais tempo. Tenho um rascunho de um post escrito sobre alternativas super baratas para você começar a produzir seus vídeos. Assim você pode ver que pode economizar muito e substituir tudo isso aí que citei por alternativas bem mais baratas e que você já tem em casa.

Compartilha esse post com seus amigos que também querem produzir vídeos. No YouTube você já sabe que tem conteúdo toda semana sobre marketing e influência digital e no Instagram ficas diárias para aumentar seu engajamento.

Até a próxima!


Miller Rangel

Advogado. Influencer. YouTuber. Minha missão é te mostrar como a influência digital pode mudar completamente a forma como você trabalha seu conteúdo e seu público, como você enxerga sua marca, fecha boas parcerias para rentabilizar muito e, principalmente, como você pode aumentar seu número de conversões em clientes.

1 comentário

MEU WORKFLOW: COMO GRAVO VÍDEO PARA O YOUTUBE E ESCREVO OS POSTS DO BLOG. • Miller Rangel · 9 09America/Sao_Paulo maio 09America/Sao_Paulo 2019 às 9:01 AM

[…] leva um tempo e hoje eu vou te apresentar algumas mudanças que fiz no meu setup de gravação desde a última vez que o apresentei lá no canal e como ocorre o processo em si de […]

Deixe sua opinião!

%d blogueiros gostam disto: